Zero de defensivos para broca do café.

Publicado em 02/06/2016 às 15h20

 

É muito pouco provável que  alguma outra fazenda não tenha que usar produtos químicos para o combate da broca do café pelo menos em parte da lavoura, já que  a broca é considerada por muitos, a principal praga do café no Brasil.  O fato de estarmos a três anos sem ter que usar qualquer produto para combatê-la é motivo para muita comemoração.

Estamos colaborando para reduzir o consumos de agroquímicos, já que o Brasil é o país que mais usa esses produtos no mundo,  e atendendo ao nosso propósito de produzir café de forma cada vez mais sustentável.

Somos questionados com frequência sobre o motivo de estarmos numa situação tão favorável, com um consumo tão baixo de defensivos, já que para outras pragas também não temos tido grandes problemas - estamos a 10 anos sem pulverização para ácaros, e quando temos alguma infestação de lagartas e bicho-mineiro ela acontece em áreas pequenas e sem muita intensidade, além de não termos problemas com outras pragas como cochonilhas, cigarras e besouros. E a resposta não é lá tão simples: Acredito que são vários os fatores  que estejam influenciando para esse  equilíbrio na Alto Buritis.

Biodiversidade, nós valorizamos!

Acima, reproduzo o banner da nossa campanha "Biodiversidade - Nós valorizamos", mostrando algumas ações realizadas que proporcionam um ambiente de produção muito integrado ao ambiente  natural, reduzindo sobremaneira o abismo normalmente existente entre um e o outro. Digo normalmente, porque  é usual entre produtores das mais diversas culturas, procurar isolar na área de produção indivíduos de apenas uma espécie - a cultivada, lançando mão de qualquer recurso disponível que promete exterminar as outras formas de vida.

Na Alto Buritis, buscamos o contrário, que é trazer a maior biodiversidade possível para dentro da fazenda e junto dos pés de café. Acreditamos que sem a ajuda dos inimigos naturais das pragas, nunca conseguiríamos vencê-las. Temos o maior orgulho de conviver com uma variedade imensa de seres de todos os tipos, tamanhos e formas - muitas espécies de animais, plantas, insetos, bactérias, fungos. Assim, PRODUZIMOS E PRESERVAMOS.  Desde o início das atividades a dezesseis anos, há sim um esforço para conseguirmos grande produtividade, o que temos conseguido, mas não a qualquer preço.

Categoria: Café
Tags: biodiversidade, broca do café, café, equilíbrio, sustentabilidade, zero defensivo

Enviar comentário

voltar para Blog Café

left tsN fwR uppercase b01n bsd show|tsN center normalcase show bsd b01ns fwB|fwR uppercase b01ns bsd center hide|bnull||image-wrap|news login uppercase c10 sbse|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase bsd c10 b02ne|tsN fwR uppercase c10 sbse|fwR uppercase bsd b01|content-inner||