Sistema de gestão (2 de 5) - Gestão ambiental

Publicado em 27/12/2015 às 11h11

Gestão ambiental

Todas as atividades de produção geram impactos ao meio ambiente, independente do tipo, tamanho, local, etc.  À gestão ambiental cabe lançar mão de uma gama de recursos para que os efeitos nocivos causados pelo empreendimento sejam ao máximo neutralizados, na busca constante de fazer com que a atividade seja perene ao longo do tempo e não causando perdas  às gerações futuras.

Gestão ambiental fazenda

Como pode-se observar no diagrama, o principal documento do nosso sistema de gestão ambiental é o Plano de Controle Ambiental, que é um estudo assinado por um engenheiro ambiental ou assemelhado que trata de todos os possíveis impactos causados pela atividade de produção de café no solo, ar, água e organismos vivos dentro da propriedade e no entorno.  A partir desse instrumento são gerados outros programas, procedimentos e controles que efetivamente serão aplicados e nortearão as decisões e como as atividades serão desenvolvidas. A seguir vou discorrer brevemente sobre cada um dos tópicos de que trata o PCA.

  • Conservação da água e do solo: Aqui é descrito a forma como são tratados os principais  patrimônios de qualquer produtor rural, que são o solo e a água. Todas as medidas necessárias para conservar e melhorar as características do solo como fertilidade e integridade - cobertura vegetal, terraceamento, curvas em nível, controle  de erosões, análises, adubação equilibrada, etc.  Com relação a água - medidas que garantam a não contaminação,  que evitem o desperdício, que facilitem a infiltração no solo, tratamento de efluentes, captação para irrigação segura e conforme determinações dos órgãos reguladores, etc.
  • Conservação de energia:  É necessário demonstrar que os dispositivos consumidores de energia o fazem sem desperdício, assim temos programas de manutenção preventiva de máquinas e motores, com monitoramento de amperagem e temperatura e substituição de equipamentos por outros mais econômicos, notadamente lâmpadas de led.
  • Utilização de agroquímicos:  Pragas e doenças sempre estarão presentes em qualquer cultivo, mas para uma produção sustentável é preciso um compromisso com redução nos volumes de agroquímicos aplicados. Nosso plano de redução é baseado em monitoramento assíduo das pragas e doenças, com redução de produtos mais tóxicos e uso restrito de produtos seletivos ao controle da praga alvo. Mas o que tem trazido mais resultado é a diretriz de criar condições facilitadoras para o desenvolvimento da fauna, já que o controle biológico através de inimigos naturais tem diminuído a população dos insetos considerados pragas do café.
  • Disposição final dos resíduos:   Todo resíduo gerado é tratado conforme seu potencial de trazer benefícios, ou seja apenas os que não oferecem nenhuma possibilidade viável de reaproveitamento é descartado no aterro sanitário municipal, sendo portanto um volume bem pequeno. Todo material reciclável é vendido e transformado em material escolar e de artesanato para funcionários, os restos orgânicos vão para hortas e pomares e o maior item em volume que é a palha do café, é levado de volta para a lavoura servindo como adubação orgânica.
  • Reserva legal e Áreas de proteção permanente:  Cerca de um terço da área total da fazenda é preservada com matas nativas que margeiam os córregos e entremeiam as lavouras. Os programas tem que oferecer total segurança a essas áreas - proibição da caça, pesca e retirada de materiais, treinamento na prevenção e combate a incêndios, recuperação da vegetação (onde couber), acompanhamento da fauna existente, educação ambiental para todos os envolvidos nos processos, etc.

Como se vê, é gigante a diferença entre produzir simplesmente e produzir de forma sustentável. São muitas os aspectos a serem observados e mitigados. Porém não é preciso implantar  tudo de uma vez, os programas dispõem de planejamento com ações de curto, médio e longo prazo. O importante é avançar sempre.

Categoria: Gestão
Tags: água, café, controle ambiental, fazenda, gestão, resíduos, sistema de gestão, solo, sustentabilidade

Enviar comentário

voltar para Blog Café

left tsN fwR uppercase b01n bsd show|tsN center normalcase show bsd b01ns fwB|fwR uppercase b01ns bsd center hide|bnull||image-wrap|news login uppercase c10 sbse|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase bsd c10 b02ne|tsN fwR uppercase c10 sbse|fwR uppercase bsd b01|content-inner||